Início do conteúdo

SISS-Geo SISTEMA DE INFORMAÇÃO


Os modelos de alerta serão gerados considerando-se parâmetros pré-determinados como a proximidade geográfica e temporal entre registros feitos pelos usuários e especialistas, o tipo de animal observado, as características e impactos ambientais observados no local da observação e condições físicas do animal.  Por meio de métodos de aprendizagem de máquina, o SISS buscará relações entre as características dos registros e suas gravidades.

Uma vez identificada uma situação anormal, pelo modelo de alerta, o Centro de Informação em Saúde Silvestre tornará disponível a informação para que os setores responsáveis possam buscar novos dados para sua identificação e confirmação e estimular a pesquisa.

Objetivando aperfeiçoar e favorecer diagnósticos confiáveis, o SISS-Geo, por meio da Rede de Laboratórios em Saúde Silvestre, buscará manter o acompanhamento da origem das amostras coletadas, seus coletores e laboratórios responsáveis pelo diagnóstico, de modo que os resultados possam realimentar o modelo matemático e aproximar o modelo de alerta ao agravo ocorrente.

De forma geral, o modelo de detecção de alertas será dividido em três etapas: o agrupamento de ocorrências (por aprendizado não supervisionado), a extração de características desses grupos (por algoritmos de extração de atributos) e a classificação dos mesmos como “alerta” e “não alerta” (por programação genética).

Com o aprendizado acumulado ao longo do funcionamento do SISS-Geo e da consequente entrada e confirmação de novos registros, o modelo de alerta poderá evoluir para identificar cenários com condições semelhantes, que poderão criar oportunidades ecológicas para a ocorrência de agravos na fauna silvestre. Portanto, por meio das confirmações o modelo será capaz de aprimorar sua eficiência de predição.  Com base nestas informações, os serviços de vigilância em saúde e de conservação poderão realizar ações de prevenção antes que agentes etiológicos acometam humanos e animais domésticos e ponha em risco as espécies silvestres.

Voltar ao topoVoltar