Início do conteúdo

Destaques

Veja a experiência de uso do SISS-Geo na travessia da praia com a maior faixa de areia do mundo, da Barra do Rio Grande até a Barra do Arroio Chuí, no Rio Grande do Sul.

SISS-Geo da Fiocruz e São José dos Pinhais são finalistas entre 273 iniciativas de 60 países.

Conheça as orientações sobre uso público e pesquisa científica em unidades de conservação e outros ambientes naturais

Redução de riscos de transmissão do SARS-CoV2 de humanos para morcegos durante atividades de campo no período da pandemia de COVID-19.

O projeto SISS-Geo SUS parte de experiências de capacitação de profissionais de saúde e a sociedade, e o uso de tecnologias digitais e participativas que auxiliam a vigilância de epizootias.

Pandemia de COVID-19 alerta para necessidade de monitorar novos agentes infecciosos

Saiba mais sobre esta espécie e a família que compõe a avifauna brasileira.

A pesquisadora utilizou o mapeamento anual e sistemático do uso e cobertura do solo produzido pelo MapBiomas para a caracterização socioambiental dos 5.571 municípios brasileiros.

Foto Juana Portugal

Grupo de pinguins é registrado em tempo real no aplicativo SISS-Geo pelos pesquisadores da Fiocruz em expedição na Antártica

A definição das bases tecnológicas para o desen­volvimento de soluções inovadoras vai muito além de preços e prazos.

Face aos recentes desdobramentos da pandemia de COVID-19 causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, as instituições signatárias apresentam orientações para profissionais que mantêm contato com primatas não-humanos in situ ou ex situ em âmbito nacional.

Foto equipe de Vigilância em Saúde do Paraná

Profissionais de Vigilância Ambiental em Saúde usam tecnologia de Drone para agregar aos registros enviados ao SISS-Geo, imagens aéreas de possíveis impactos ambientais associados aos animais observados em terra.

Foto Bugio: Maria Lúcia Cardoso

A transmissão entre mosquitos e primatas se dispersou pelo País e a doença se estabeleceu de forma endêmica na Amazônia. A emergência de doenças oriundas de animais silvestres está associada às alterações ambientais, incluindo mudanças climáticas.

Saiba mais sobre esta espécie e a família que compõe a avifauna brasileira.

Saiba como o uso do SISS-Geo e outras ações contribuiram para a seleção da iniciativa

Saiba ainda o que é a Febre Amarela, vacinação, como é transmitida, sintomas e outras informações.

Foto da colaboradora Gabriela Heliodoro

O aumento do número de casos de Febre Amarela em 2017 despertou a atenção das autoridades em saúde do País. Combatida por Oswaldo Cruz no início do século 20 e erradicada dos grandes centros urbanos desde 1942, a doença voltou a assustar os brasileiros.

Bicho preguiça visto na Reserva Tapajós-Arapiuns (Pará) - Foto Ribamar Xavier

Mapa em tempo real mostra os registros de animais silvestres enviados por colaboradores de todo o Brasil.

Registros de ocorrências no SISS-Geo
Vetores da Doença de Chagas

No Atlas Iconográfico dos Triatomídeos, leia sobre a doença de Chagas ou Tripanosomíase Americana, que tem como agente etiológico o Trypanosoma cruzi.

Rede de Laboratórios em Saúde Silvestre

Conheça a Rede de Laboratórios em Saúde Silvestre (ReLSS), que conta com 43 laboratórios realizando diversos diagnósticos de doenças em animais silvestres.

Clique aqui para participar da RePSS - Rede Participativa em Saúde Silvestre no Facebook

Voltar ao topoVoltar